Três escolas vão funcionar em ensino integral - na íntegra

A partir de 2022 serão integradas ao PEI (Programa de Ensino Integral) as escolas Paraíso Cavalcanti, Abílio Alves Marques e João Domingos Madeira. Governador João Dória e secretário Estadual de Educação, Rossieli Soares fizeram na segunda-feira (12), o anúncio da expansão para 778 unidades do Estado de São Paulo 

O munícipio oferece atualmente ensino integral nas escolas estaduais Abílio Manoel, Gustavo Fernando Kuhlmann, no Distrito de Botafogo, e José Francisco Paschoal. “Uma conquista importante e compromisso nosso de campanha com as famílias de tirar os jovens das ruas e deixarem dentro das escolas por mais tempo com educação de qualidade. Tivemos o apoio do deputado federal Geninho Zuliani, e do assessor Fernando Galvão. Estamos dobrando a partir do ano que vem o número de escolas que vão atender no período integral. Isso para as famílias e jovens é muito importante para que os pais que saem de casa para trabalhar tenham a tranquilidade de que os seus filhos vão praticamente o dia todo na escola. A Jornada de Ensino Integral pode chegar até 9h por dia. Vão receber três refeições. Pode ficar no mínimo 7h. Em lugar saudável que é a escola, acompanhado pelos professores. Os estudantes vão estar assistidos e aprendendo alguma coisa útil para a sua vida ficando distante dos perigos que a rua oferece. A rua leva para o caminho errado. Estamos muito felizes”, diz o prefeito Lucas Seren. 

Bolsa - O Governo Estadual irá contratar 20 mil responsáveis de alunos da rede estadual de ensino para apoiar os trabalhos nas escolas estaduais. O Bolsa do Povo Educação irá liberar R$ 500 mensais durante seis meses. A inscrição segue até o próximo sábado (31), através do www.bolsadopovo.sp.gov.br.  Cada escola irá selecionar as famílias que vão participar do projeto. 

O Bolsa do Povo Educação tem como principal objetivo auxiliar as famílias a superar os desafios educacionais e financeiros provocados pela pandemia e ampliar o envolvimento de toda a comunidade escolar, reforçando vínculos entre alunos, professores e servidores da educação e gerando novos postos de ocupação.  

Após as inscrições, os candidatos serão entrevistados pelas próprias unidades de ensino. Depois da aprovação das escolas, as Diretorias de Ensino vão fazer a validação para efetivar contratações a partir de 16 de agosto.  Para participar é necessário ser responsável legal por aluno da rede estadual (um responsável por família); Estar desempregado há pelo menos três meses; Ter entre 18 e 59 anos; Morar próximo à unidade escolar (raio de dois quilômetros). E são critérios preferenciais ser maior de idade; Estar cadastrado no CadÚnico; Ser mãe de aluno da rede estadual; Ter filho estudando na escola de interesse, e proximidade entre endereço residencial e escola.

FCTV Web

Clima Bebedouro
Block [footer] not found!